fbpx

O fim dos Cookies: Saiba como isso interfere no Marketing Digital da sua Empresa

Leonardo Maciel
Leonardo Maciel

O fim dos Cookies: Saiba como isso interfere no Marketing Digital da sua Empresa

Sabemos que o mundo do Marketing Digital está em constante transformação para aprimorar suas ferramentas e trazer melhores resultados. Contudo, há pouco tempo atrás, o segmento foi surpreendido com a notícia do fim dos Cookies.

Com os avanços que vêm acontecendo no mundo atual, a preocupação com a proteção e utilização dos dados fornecidos pelos usuários aumentou significativamente. Afinal, sabemos que durante a navegação, dados importantes sobre o indivíduos são coletados. 

Assim, o uso dessas informações passou a ser fortemente questionado, principalmente quando se trata dos chamados Third-party Cookies. Tal fato fez com que o mundo digital passasse a pensar em formas mais transparentes e seguras de coletar a fazer uso dos dados de seus usuários. 

A partir disso, devemos estar preparados para lidar melhor com o forte impacto que será gerado em consequência dessa transformação. Por isso, preparamos este post completo para que você entenda melhor sobre o que motivou o fim dos Cookies e como isso afeta a sua empresa.

O que são Cookies?

Podemos definir os Cookies como sendo os arquivos de texto que são enviados ao navegador pelos sites sempre que um usuário realiza uma visita. Assim, os dados serão armazenados com o objetivo de melhorar a experiência do visitante durante o tempo de permanência naquela página. 

Todas as vezes que alguém volta a visitar a página em questão, os cookies que foram enviados durante a última navegação enviam os dados, fazendo com que o carregamento da página seja realizado muito mais rapidamente. 

Além disso, o site também utiliza como base informações relacionadas à preferência do visitante. Assim, informações de login, e até mesmo itens adicionados ao carrinho de compras, no caso de e-commerces, podem ser lembrados.

Isso acontece porque os Cookies também são capazes de gravar dados relacionados ao histórico de acesso, quais páginas ou abas foram visitadas, e ainda quais tipos de interações o usuário realizou.

Dessa forma, o visitante pode ter uma experiência otimizada e altamente personalizada, de acordo com o comportamento e preferências do usuário. Sendo assim, essa ferramenta é amplamente explorada pelo Marketing Digital, a fim de refinar as suas estratégias.

Qual é a função dos Cookies?

Para entender mais profundamente qual é a real importância dos Cookies, é necessário que você entenda também como eles funcionam. Para isso, iniciaremos explicando o que é e quais são as diferenças entre o Firts e o Third-party Cookies. 

Ambos possuem um funcionamento bem parecido, fazendo com que os dados do visitante sejam armazenados e enviados ao navegador. Porém, a maneira como essas informações são coletadas diferem entre um e outro.

O First-party Cookie são aqueles criados pela página em que o usuário está navegando. Durante esta visita, algumas informações são coletadas, como por exemplo:

  • Informações de login e senha;
  • Produtos que foram adicionados ao carrinho de compras;
  • Dados pessoais do usuário;
  • Idioma de preferência;
  • Forma de pagamento.

Vale lembrar ainda que este tipo de ferramenta está presente em todos os navegadores. Além disso, ele pode ser facilmente desabilitado no navegador pelo próprio usuário.

Já quando se trata do Third-party Cookies, o responsável pela sua criação é um site diferente daquele em que o visitante está. Neste caso em específico, as informações e ferramentas disponíveis são utilizadas para aprimorar o marketing da empresa.

Isso porque ele permite realizar um cross-site-tracking, onde a navegação do usuário também pode ser monitorada em outros sites, promover anúncios em diferentes páginas (ad serving) e ainda usar os comportamentos do indivíduo para direcionar anúncios de retargeting.

Por que teremos o fim dos cookies?

Como vimos anteriormente, o uso dos Third-party Cookies faz com que as empresas tenham acesso a uma gama de informações sobre o comportamento geral do usuário. No entanto, devido ao fato de que esta é uma forma de acesso a dados particulares de um indivíduo, algumas polêmicas em torno do assunto surgiram. 

Atualmente, é comum nos depararmos com um aviso sobre o uso de Cookies em um determinado site sempre que realizamos acesso ao mesmo. Contudo, isso se tornou ainda mais frequente após a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) ser instalada no Brasil.

Tal alerta tem como principal objetivo fazer com que os visitantes tenham consciência de que ao aceitar aqueles termos, os seus dados serão oferecidos e utilizados por aquele domínio. 

A partir disso, os usuários passaram a se preocupar cada vez mais com a sua privacidade na rede, de maneira que mudanças expressivas no comportamento global foram observadas. 

Por esse motivo, o Google Chrome resolveu atender a demanda de seus usuários, pondo fim ao Third-Party Cookies. Essa decisão foi tomada pelo fato de que, embora não costumem apresentar grandes problemas, não é possível garantir uma transparência em relação à proteção dos dados captados dos usuários.

O grande problema disso, é que essa falta de segurança coloca em risco o indivíduo, já que seus dados podem ser vendidos sem que haja conhecimento do mesmo. Assim, apesar das vantagens que a ferramenta apresenta, as suas desvantagens parecem ser bem maiores.

Quais são os impactos que isto causará?

Ao tratarmos sobre o fim dos Cookies, é importante destacar que estamos falando somente do Third-Party Cookies. Entretanto, não se trata de algo negativo, já que a partir disso será possível dar origem a uma navegação na internet muito mais segura e protegida.

Para isso, é preciso entender que para atingir esse objetivo será preciso fazer uma verdadeira revolução nas estratégias de Marketing Digital que conhecemos hoje. Dessa maneira, alguns impactos trarão mudanças expressivas para a internet que conhecemos hoje, como mostraremos a seguir:

Usuários da internet

Quem será mais impactado positivamente em toda essa questão, sem sombra de dúvidas, são os usuários. Com isso, eles poderão realizar as suas compras e demais atividades no meio digital de maneira totalmente segura em relação aos seus dados.

Porém, apesar dessa grande vantagem, a sua relação com a publicidade provavelmente será muito afetada, já que não será possível oferecer uma experiência mais otimizada e personalizada a esses visitantes, pelo menos até que uma alternativa mais efetiva venha a surgir.

Google

Embora o Google tenha sido uma das principais empresas a colocar fim no uso de Third-party Cookies, este movimento irá afetá-lo de forma significativa, pois a plataforma utiliza a ferramenta para melhorar os seus resultados e desempenhos frente ao usuário.

Anunciantes

Em relação aos anunciantes, também não há motivos para se preocupar, já que esse movimento não será capaz de pôr fim à publicidade na internet. Apesar de impactar o segmento, essa mudança trará grande transformação para a área, já que novas estratégias precisarão ser adotadas.

Assim, um período de grande evolução poderá ser observado, já que tudo isso será capaz de trazer mais segurança ao usuário.

Existe a possibilidade de substituir esses cookies?

Como tudo o que acontece na internet ocorre de forma rápida, os envolvidos no movimento que traz o fim dos Cookies já começaram a pensar em soluções para substituí-lo. 

Com isso, o Google deu origem ao Privacy Sandbox, que tem como função reunir medidas para definir estratégias digitais de publicidade capazes de garantir a privacidade dos visitantes.

Como alternativas, temos o FLoC (Federated Learning Cohorts), um algoritmo que pretende reunir usuários com hábitos de navegação parecidas em um único grupo. A partir disso, eles passarão a receber anúncios personalizados, de acordo com os interesses em comum, sem que a empresa precise ter acesso aos dados individuais de cada usuário.

Além disso, uma vez que os First-Party Cookies permanecerem funcionando, a estratégia sugerida é trabalhar fortemente em cima desta ferramenta. Assim, os sites conseguem ter uma autonomia maior para lidar com os seus visitantes.

Tal fato irá impactar diretamente na relação estabelecida entre marca e usuário, fazendo com que haja uma aproximação entre ambas as partes. Assim, o nível de confiança será positivamente impactado, trazendo uma melhor experiência para o cliente.

Como lidar com isso?

Sabemos que períodos de transformação e adaptação podem ser um pouco difíceis no início. Mas, para que a sua empresa continue alcançando resultados com o Marketing Digital, é preciso estar preparada. 

O Google Chrome já anunciou que pretende remover completamente os Third-Party Cookies até o ano de 2023. Sendo assim, separamos algumas questões importantes para que a sua empresa consiga transitar de forma mais tranquila por essa transição. Confira:

Seja sempre transparente

A partir de tudo o que apresentamos aqui, já dá para perceber que ser transparente com os seus visitantes é essencial para o sucesso no meio online. Isso não apenas fortalecerá o seu relacionamento com o cliente, mas também contribuirá para proporcionar a ele uma melhor experiência ao longo da jornada de compra.

Além disso, com o surgimento de leis que regulamentam a proteção de dados, tudo isso se tornou ainda mais importante para quem quer seguir na área sem ter maiores problemas. Assim, é essencial pensar em medidas que façam com que o usuário entenda exatamente o que a sua empresa deseja fazer com os dados por ele fornecidos.

Consulte diretamente o seu consumidor 

Apesar dos Cookies, muitas vezes, facilitarem as nossas vidas, é importante salientar que esta não é a única forma de ter acesso aos dados dos consumidores. Para isso, vale a pena começar a pensar em como realizar pesquisas de mercado e satisfação com os seus clientes. 

Com isso, é indicado ainda planejar a disponibilização de materiais gratuitos ou algum outro sistema de recompensa para ser oferecido em troca das informações prestadas. Assim, além de adquirir os dados necessários, você ainda consegue ter criar uma relação de maior proximidade totalmente transparente e segura com os seus leads.

Planejar e implementar uma política de privacidade

Se você ainda não possui uma política de privacidade, chegou a hora de começar a pensar nisso. Afinal, esta é uma exigência da própria LGPD, que obriga todo e qualquer site a disponibilizar essa informação para seus usuários. 

Ela consiste na definição e exposição detalhada sobre o que a sua empresa pretende fazer e como ela utiliza todos os dados que são coletados dos visitantes. Nela, também deve constar informações claras sobre como o indivíduo pode ter um maior controle sobre as informações por ele prestadas. 

Porém, é importante pensar na formulação de uma política de privacidade não somente com o objetivo de cumprir a lei, mas também como uma forma de melhorar a relação com os seus clientes. Afinal, essa ação irá aumentar a credibilidade da sua marca, fazendo com que o consumidor se sinta muito mais seguro durante a navegação em seu site.

Conte com auxílio profissional

O ambiente digital está sempre passando por transformações e acompanhar tudo isso não é uma tarefa simples. Essa é uma tarefa que exige grande planejamento, tratamento de dados e implementação de estratégias de marketing específicas e personalizadas. 

Com isso, contar com profissionais de qualidade e que realmente possam te orientar e auxiliar sobre o assunto é essencial. E é justamente por esse motivo que a Agência Mais Ideias surgiu. 

Nosso objetivo é facilitar todo o processo de Marketing Digital da sua empresa e assim potencializar os seus resultados para que você possa explorar todo o potencial da sua marca. 

Portanto, não perca tempo e agende já a sua reunião com um de nossos consultores. Nós temos a melhor solução para você e a sua equipe.

Inscreva-se em nosso blog

Receba primeiro nossos principais posts diretamente em seu email

Você também pode se interessar:

Fechar Menu